Santa Catarina pede ajuda

•30 \30e novembro \30e 2008 • Deixe um comentário

geralQuero aproveitar este espaço para divulgar o site da Defesa Civil de Santa Catarina, que abriu várias contas bancárias para que possamos ajudar com doações.

chuvasLembrem-se que poderíamos, nós, estarmos no lugar de nossos vizinhos, então, vamos fazer uma forcinha, e ajudar, cada um dentro de suas possibilidades. Acessem o site e confiram as contas, para evitar problemas. Infelizmente também temos que alertar as pessoas para que nessas horas sejam precavidas, verificando se as informações bancárias são mesmo de quem deve receber a ajuda, e não de algum aproveitador qualquer.

Por isso, para ter acesso às contas, entrem no site oficial da Defesa Civil de Santa Catarina, e quando fizerem o depósito, confiram os dados no banco.

O site é o seguinte: http://www.defesacivil.sc.gov.br/

Lembre-se, suas contribuições, por menores que sejam, estarão ajudando a levar comida, abrigo e dignidade a pessoas que perderam tudo na catástrofe.

Preciso de uma dívida…!!!

•11 \11e novembro \11e 2008 • Deixe um comentário

dinheiroO documentário Zeitgesit, que citei no post anterior (acesse aqui) me fez lembrar de alguns exemplos que temos em nossa sociedade, já largamente difundidos, e sobre os quais não é nada difícil saber porque e quem os criou.

Por exemplo, a grande maioria das pessoas, sobretudo das classes média e baixa, tem em mente que é preciso ter pelo menos uma prestação, uma dívida, em outras palavras, porque se não tiver, o dinheiro é gasto da mesma forma. Grande engano!

debtEssa mentalidade de ter que ter dívidas para conseguir comprar alguma cosa é algo que nossa sociedade está repleta. Diria atolada até o pescoço. Em vez de fazer uma dívida, comprando um bem de consumo muitas vezes supérfluo, seria muito mais inteligente se juntássemos o dinheiro para comprar à vista. Comprando no prazo, pagamos juros e mais juros, e em alguns casos pagamos o dobro ou até mais pelo produto.

O povo brasileiro, e os dois-irmonenses incluem-se aqui, precisa começar a olhar o valor final do produto, antes de comprar em 10, 15, 25 vezes. É preciso ler as letrinhas miúdas, aquelas onde consta a taxa de juros.

Na hora de comprar, não adianta ver apenas se a parcela cabe no nosso orçamento mensal. Temos que ver o valor final que estaremos pagando. Toda aquela diferença do valor final para o valor à vista, o lojista está lucrando. Lucrando a mais, porque no valor à vista, ele já tem a margem de lucro embutida.

Dê valor ao seu dinheiro, pare de dar seu dinheiro de mão beijada para grandes e mega empresários. Você já parou para reparar que as ofertas à vista, tão comuns algum tempo atrás, sumiram das prateleiras? Claro, os grandes empresários têm visto que é muito mais vantagem vender a prazo, e lucrar cinco vezes mais. Com capital de giro para “bancar” o consumismo da população, ele tem seu lucro aumentado em larga escala.

Vamos pegar um exemplo aqui, de uma loja de Dois Irmãos que o folheto, casualmente, está na minha frente. Um televisor LCD que custa R$ 2.890,00 à vista (onde o lojista já tem margem de lucro, que deve ser de no mínimo 20%) é vendida em 15 vezes de R$ 268,90. Bem abaixo, em letras semi-invisíveis a olho nu, o valor final das prestações, que é de R$ 4.033,50.

Ou seja, além do lucro no preço à vista, o lojista está ganhando outros 40% porque lhe vendeu no prazo. Olhando pelo outro lado (o do consumidor), mais de 4 prestações você vai pagar só de juros. Pressa tem um preço! Se você, em vez de ter cedido à tentação, à propaganda e aos papinhos de vendedor, tivesse se programado e guardado o dinheiro (mesmo que fosse num banco), você teria o dinheiro a seu favor, trabalhando para você, e além de pagar muito menos, ainda poderia barganhar um desconto.

Este exemplo não é o mais grave. Outra empresa instalada aqui na cidade, que vende em 25 vezes, chega a cobrar 100% de juros: isso mesmo, você compra um, e paga dois! Belo negócio! Pelo menos para o dono da loja!

Mas a grande maioria vai lá e faz a conta da seguinte forma: bom, vou comprar um produto que tem um custo de 1.000,00. Se eu pagar em 25 vezes, consigo encaixar no meu enorme salário. E não olha que no final estará pagando o dobro pelo produto. Em alguns casos, quando terminar a parcela (mais de dois anos pendurado no carnê) o produto nem funciona mais. Já quebrou, já estragou, já perdeu, já foi roubado… e você continua indo na loja pagar o maldito carnê!

Cada dia que passa, você verá mais e mais lojas deixando de vender à vista para tentar empurrar um carnezinho no cliente. Olhe o tradicional exemplo das Casas Bahia, empresa de móveis e eletro-domésticos que mais vende no Brasil. A empresa é conhecida porque lá você compra em “ene” prestações. Ninguém vai lá e pára pra somar o valor final. E é só olhar para o lado. Há alguns dias estava de passagem por uma cidade da região que tem outra rede de lojas, que por sinal (lembrei agora) abriu aqui também recentemente, e quase tive um soluço quando vi os juros que cobram nas vendas a prazo. Dá mais de 100% de acréscimo em cima do valor inicial.

Pelamordedeus! Onde vamos para desse jeito.

Vamos parar para fazer uma conta aqui, usando outro exemplo de “endividamento”.

bizEstou com um folheto de consórcio aqui em minha frente, onde tem algumas cartas de crédito, por exemplo:

  • 85% do valor de uma moto Biz
  • Valor total: R$ 5.006,50
  • Prazo: 60 meses
  • Prestação: R$ 98,46

Se você aderir ao plano, sem contar reajustes anuais do bem e conseqüentemente da prestação, você pagaria, em 60 meses, um total de R$ 5.907,00. Para receber cerca de 85% disso, que é o valor da carta.

porquinhoOu seja, se em vez de pagar o consórcio, você tivesse guardado esse dinheiro embaixo do colchão, você teria mais no final do período de 60 meses. Se tivesse depositado esse dinheiro em uma poupança, que está longe de ser um investimento ideal (contando um rendimento médio de 0,5% ao mês) você teria no final de cinco anos o valor de R$ 6.869,55. Essa diferença acontece por causa dos juros compostos (não sabe o que é isso? sabe sim, são os famosos juros sobre juros).

Lembre que depois de ser “contemplado”, você ainbda vai de pagar um seguro. Nem se anime, esse seguro de vida é na verdade um “seguro de dívida”, ou seja: se acontecer algo com você, em vez da sua família receber um conforto financeiro pela su ausência, a empresa vai lá e saca o seguro para que você não vá dessa para outra com dívidas! Muito altruísta!!!

Abra o olho com seu dinheiro, não queime dinheiro só para ceder a uma apelação da propaganda, que a cada dia lança novos produtos e diz que os que temos são lixo. Ninguém consegue acompanhar as mudanças e evolução da tecnologia, dos eletrodomésticos, dos computadores, dos carros e motos, das câmeras digitais, e muito menos dos celulares… quem tenta, entra em joguinho de endividamento que tem apenas dois lados: o que ganha e o que perde!

Adivinha em que lado estamos nós, os consumidores…

Zeitgeist

•11 \11e novembro \11e 2008 • 1 Comentário

videosNão posso abrir mão do grande alcance que tem um site para colocar para vocês uma informação importantíssima e imperdível. Caso não tenham ouvido falar ainda em ZEITGEIST, quero indicar este documentário, que a meu modesto ver, abre os olhos para muitas questões. Já conhecia o primeiro documentário, dividido em três partes, que tratam, respectivamente, da história de Jesus Cristo e do Cristianismo em geral (The Greatest Story Ever Told – A maior história de todos os tempos), dos acontecimentos do 11 de setembro nos EUA, atentados terroristas (ou não?!) e das questões políticas globais (All the World´s a Stage – O mundo inteiro é um palco) e sobre o poder econômico, quem lucra com as guerras, e o que vem por aí (Don´t Mind the Men behind the courtain – Não se preocupe com os homens por detrás das cortinas).

É simplesmente revelador, ele faz pensar em muitas questões que passam despercebidas normalmente, na correria de nosso dia-a-dia.

Sei que tem algumas pessoas que vão ser ferrenhamente contra, até porque bate de frente com algumas crenças que temos há mais de 2 mil anos, mas, como eu disse antes, é imperdível. O importante é abrir a cabeça, pensar a respeito. Se você vai gostar ou não, concordar ou não, deixo com você. O que quero é colocar aqui algo que faça um grande número de pessoas começarem a questionar porque as coisas são como são, porque acreditamos em algumas coisas e para onde estamos indo (ou deixando nos guiar).

zeitgeist-dvd1

zeitgeist-dvd3Abaixo disponibilizo link para você assistir. É em inglês, mas está legendado. Daqui algum tempo deve sair também em DVD em português. Com certeza fará parte da minha vídeoteca.

Início
Parte 1 – The Greatest Story Ever Told
Parte 2 – The Greatest Story Ever Told
Parte 3 – The Greatest Story Ever Told

Parte 4 – All the World´s a Stage
Parte 5 – All the World´s a Stage
Parte 6 – All the World´s a Stage

Parte 7 – Don´t Mind the Men behind the courtain
Parte 8 – Don´t Mind the Men behind the courtain
Parte 9 – Don´t Mind the Men behind the courtain
Parte 10 – Don´t Mind the Men behind the courtain
Parte 11 – Don´t Mind the Men behind the courtain

ZEITGEIST ADDENDUM

E agora, recentemente saiu na internet um adendo ao primeiro filme, tratando do mecanismo de criação de dinheiro e dívidas, como é criado o dinheiro, inflação, escravidão financeira… Não deixe de assistir. Tenho certeza que sua visão sobre o dinheiro e os bancos vai mudar radicalmente. Garanto que você vai pensar duas vezes antes de sair pedindo empréstimo ou comprando um bem de consumo em “trocentas” vezes.

Assista, pense, e depois comente aqui no site o que você achou, divida sua opinião com os outros leitores. Vamos criar uma discussão saudável e importante aqui para todos!

Parte 1/12
http://br.youtube.com/watch?v=RtIOl11GKdU

Parte 2/12
http://br.youtube.com/watch?v=A0U7lTkghO0

Parte 3/12
http://br.youtube.com/watch?v=JAoBrZ9jbh4

Parte 4/12
http://br.youtube.com/watch?v=c2Uw4-Hl8c0

Parte 5/12
http://br.youtube.com/watch?v=hRwaTeKtC0E

Parte 6/12
http://br.youtube.com/watch?v=7DHYtK1GabE

Parte 7/12
http://br.youtube.com/watch?v=U-t9vrqkaqY

Parte 8/12
http://br.youtube.com/watch?v=-AmNnG-jsoQ

Parte 9/12
http://br.youtube.com/watch?v=yeyoIelCYcU

Parte 10/12
http://br.youtube.com/watch?v=eKOQFLslvwg

Parte 11/12
http://br.youtube.com/watch?v=e0d5wl50zQo

Parte 12/12
http://br.youtube.com/watch?v=2E9qk-S1EwQ

Depois de assistir, não deixe de recomendar para seus amigos e conhecidos. Vamos parar de deixar a Televisão ditar as regras e usar a capacidade que temos para PENSAR, DISCUTIR e AGIR!

Produto com prazo de validade

•31 \31e outubro \31e 2008 • Deixe um comentário

A vitória do professor Miguel Schwengber nas urnas em Dois Irmãos mostra que o conservadorismo da cidade, politicamente falando, ao meno, está em xeque. Os tradicionais “MDB” e “Arena” deram lugar um governo de um partido de oposição, e aquela ala mais conservadora vai ter que dar o braço a torcer… não tem jeito… o conservadorismo do “arriscar pra quê”, “em time que está ganhando não se mexe”, e do “caminho seguro”, com processo de fabricação iniciado em 1959, tem validade até dia 31 de janeiro.


As empresas depois da crise

•28 \28e outubro \28e 2008 • Deixe um comentário

O blog ToSorto (www.tosorto.zip.net) está fazendo uma previsão de como algumas empresas ficarão após a crise que está assolando o mundo, especialmente os EUA. Essa vale o registro.

Um idiota e um celular no Beira Rio

•26 \26e outubro \26e 2008 • Deixe um comentário

Esse vídeo está circulando na internet, inclusive no Youtube, com uma gravação amadora feita no Estádio Beira Rio, durante jogo do Internacional contra o Boca Juniors, pela Copa Sul Americana.

Reparem no idiota no lado direito da imagem, filmando com seu super-ultra-mega-hiper-lindão-celular-de-última-geração. A sensação do estádio, se achando…

Até que algum torcedor desavisado dá um “chega pra lá” no aparelho, que sai voando arquibancada abaixo. E o idiota atrás… será que ele achou antes que a multidão de torcedores começou a pular?!

Dois Irmãos entrará no Guinnes Book

•25 \25e outubro \25e 2008 • Deixe um comentário

Isto mesmo, nossa querida cidade está para entrar no Livro dos Recordes. É que recentemente descobriram que temos o maior e mais caro suporte para faixas de avisos e promoções.

Não existe em nenhum outro lugar um suporte de faixas e banners com tamanha dimensão e que tenha custado tão caro aos cofres como o nosso querido Palco iMóvel. Custou a bagatela de aproximadamente 500 mil reais, e hoje tem esta singela única função: servir de “outdoor” para a sustentação de banners de aviso de vacinação, banners de campanhas da Prefeitura, banners de eventos, etc. Não bastasse o custo altíssimos que tivemos que arcar para termos este “elefante branco” no centro de nossa cidade, ainda há custos com a manutenção, visto que seu sistema tem que ser mantido em funcionamento (mesmo que não seja utilizado). 

Reparem no detalhe: uma faixa rasgada no palco, muito charmoso...

É triste ver tamanho investimento jogado ali no centro, atrapalhando o trânsito, e sem serventia. Primeiro que o projeto foi muito mal planejado. Até hoje ninguém sabe qual é a frente do palco. Ele tem quatro lados e o público que se dane, porque o espaço é pequeno para acomodar as pessoas em sua volta, e quem fica em um dos quatro lados vê “pelas costas”. Inclusive, quem acompanhou apresentações no local pôde até ouvir reclamações dos próprios artistas a respeito do espaço.

Quando ainda usavam para algum evento, também acabou causando transtornos para os moradores e proprietários de imóveis próximos, já que pela falta de espaço, as pessoas acabavam subindo nos terrenos, pisando na grama e nos canteiros, se agarrando e desprendendo grades, e assim por diante. Várias pessoas resolveram cercar seus terrenos no local, para evitar danos em seus jardins, comércios e residências.

Dois Irmãos estava precisando, com certa urgência, de um local amplo para apresentações artísticas e shows em geral. O problema é que foi gasta uma fortuna e continuamos com o mesmo problema, já que o Palco iMóvel não está sendo utilizado. Se havia este dinheiro todo para investir, a Prefeitura poderia ter feito a obra em um local mais adequado, como o Largo Felippe Seger Sobrinho, nos fundos da Antiga Igreja Matriz de São Miguel, que tem um espaço amplo para receber milhares de pessoas. Se tivesse sido construído lá, poderia ter recebido inclusive o show da Família Lima no Natal dos Anjos de 2007, que acabou sendo montado em frente à Igreja Católica. 

Tudo bem, concordo que ele até é “bonitinho”, mas com meio milhão de reais dá para fazer algo mais proveitoso pela nossa cidade do que um “elefante branco para enfeitar o centro”. Se queriam um, poderia ter feito um desses, por uma bagatela.